Sindicalistas de 6 centrais confirmam apoio à reeleição de Dilma

07/08/2014 06:25

Tamanho da fonte

Sindicalistas de 6 centrais confirmam apoio à reeleição de Dilma

Extraído do site da Carta Maior, o original pode ser encontrado aqui

Sindicalistas das seis maiores centrais sindicais do Brasil – CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB que, juntas representam mais de 6,5 milhões de trabalhadores/as sindicalizados/as – se reúnem com a presidenta Dilma Rousseff na próxima quinta-feira (7), às 18h00, em São Paulo, para declarar apoio à sua reeleição.
Dessas cinco centrais, a CUT votou e decidiu, por unanimidade,  apoiar a reeleição de Dilma - a votação ocorreu durante a 14ª Plenária Nacional da central, realizada na semana passada, em Guarulhos. No caso das outras cinco centrais, os apoios são de milhares de sindicalistas de todo o Brasil que acreditam no projeto democrático e popular que a presidenta representa, independentemente do apoio institucional de suas entidades a outras candidaturas.   
Além do apoio, os sindicalistas vão entregar à Dilma uma pauta de reivindicações, entre elas, redução da jornada de trabalho sem redução de salário, regulamentação da convenção 151 da OIT, manutenção da política de valorização do salário mínimo, 10% do PIB para Educação, fim da rotatividade e demissão imotivada (convenção 158) e o fim do fator previdenciário.
Participam do ato o ex-presidente Lula, os presidentes da CUT (Vagner Freitas), da UGT (Ricardo Patah), CTB (Adilson Araújo), da NCST (José Calixto Ramos) e Antonio Neto (CSB), secretários-gerais, como o Juruna, da Força Sindical e de outras centrais, e centenas de dirigentes das seis centrais.

Sindicalistas das seis maiores centrais sindicais do Brasil – CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB que, juntas representam mais de 6,5 milhões de trabalhadores/as sindicalizados/as – se reúnem com a presidenta Dilma Rousseff na próxima quinta-feira (7), às 18h00, em São Paulo, para declarar apoio à sua reeleição.

Dessas cinco centrais, a CUT votou e decidiu, por unanimidade,  apoiar a reeleição de Dilma - a votação ocorreu durante a 14ª Plenária Nacional da central, realizada na semana passada, em Guarulhos. No caso das outras cinco centrais, os apoios são de milhares de sindicalistas de todo o Brasil que acreditam no projeto democrático e popular que a presidenta representa, independentemente do apoio institucional de suas entidades a outras candidaturas.   

Além do apoio, os sindicalistas vão entregar à Dilma uma pauta de reivindicações, entre elas, redução da jornada de trabalho sem redução de salário, regulamentação da convenção 151 da OIT, manutenção da política de valorização do salário mínimo, 10% do PIB para Educação, fim da rotatividade e demissão imotivada (convenção 158) e o fim do fator previdenciário.

Participam do ato o ex-presidente Lula, os presidentes da CUT (Vagner Freitas), da UGT (Ricardo Patah), CTB (Adilson Araújo), da NCST (José Calixto Ramos) e Antonio Neto (CSB), secretários-gerais, como o Juruna, da Força Sindical e de outras centrais, e centenas de dirigentes das seis centrais.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter